🌸 ENVIAMOS PARA TODO BRASIL 🌸

 

Estratificação: Se você quer germinar sementes de Dionaea, Sarracenia, Darlingtonia, Drosera de clima temperado frio, temperado ou Pinguicula de clima frio, antes de qualquer coisa você precisa estratificá-las. Caso seja outra espécie não relacionada aqui, pule esta etapa.

 

A estratificação consiste em armazenar as sementes em um ambiente frio e úmido durante 4 a 8 semanas, de forma a simular um período de inverno, ajudando no processo de convencimento à semente que é hora de começar a crescer.

 

Materiais necessários: Sacos tipo ziplock, Esfagno, Faca, Caneta, Sementes.

 

Passo a passo da estratificação:

 

1) Com uma faca, pique uma pequena quantidade de esfagno úmido e coloque dentro do saquinho. O musgo deve estar úmido o suficiente que ao apertá-lo você possa ver a água, mas não deve haver qualquer água de sobra dentro do saco para não 'afogar' as sementes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2) Distribua as sementes uniformemente sobre o esfagno, feche o saquinho. Anote com uma caneta a data e a espécie em cada saquinho ziplock. Coloque na geladeira por 4 a 8 semanas, de acordo com a espécie.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

***

Semeadura passo-a-passo:

 

Separe as ferramentas: Plaquinhas de identificação, lápis, pulverizador e uma colher de plantio.

 

Os vasos devem ter cerca de 10 cm de profundidade. Certifique-se de que os furos de drenagem sejam proporcionais para o vaso.

 

Você vai precisar também de bandejas mais baixas que os vasos, onde deverá ser colocado água para manter o substrato sempre úmido.

 

Um pequeno pedaço de TNT (Tecido Não tecido) pode ser colocado no fundo do vaso para que o solo não escape pelos furos de drenagem.

 

 

 

Prepare o substrato: Usar como substrato uma mistura de partes iguais de areia (granulometria 1-2mm) e esfagno picado, mantendo assim um substrato ácido e pobre em nutrientes.

 

Não use areia de construção ou areia de praia. A areia ideal para usar na mistura do substrato é areia para filtro, que pode ser comprada em lojas de artigos para piscina.

 

Não adubar nem plantar em terra, pois se isso for feito, ela pode morrer ou perder suas armadilhas. Na germinação, não usar musgo vivo, pois ele pode sufocar as sementes.

 

 

 

 

 

Ok, agora estamos prontos para iniciar o plantio. Coloque o pedaço de TNT no fundo do vaso.

 

Após preparar e umedecer bem o substrato, encha um vaso com a mistura até 1cm do topo.

 

Alise levemente a superfície do substrato, sem pressionar para não compactá-lo.

 

 

 

 

Escreva o nome da espécie que está plantando e a data em uma etiqueta ou plaquinha e coloque no vaso. Em seguida, distribua as sementes na superfície do substrato, sem enterrá-las.

 

Se você estratificou as sementes, passado o período de estratificação, abra o saquinho ziplock, e espalhe o seu conteúdo na superfície do substrato.

 

Usando um pulverizador, umedeça levemente as sementes e o substrato.

 

 

 

 

 

 

 

Ponha um pouco de água no fundo de um saco de plástico e coloque o vaso com as sementes dentro. Você precisa da água, porque a mistura do substrato ainda não foi totalmente saturada. Volte mais tarde para se certificar de que há um pouco de água no fundo para ter certeza que você colocou o suficiente.

 

Em vez de sacos de plástico que você pode usar um aquário velho com filme plástico na parte superior, uma caixa de armazenamento de plástico, ou qualquer outra coisa conveniente.

 

 

 

 

 

 

 

 

Coloque os potes com as sementes debaixo de luzes fluorescentes. Agora você esperar e esperar e esperar. Verifique as sementes a cada semana. Se não quiser usar lâmpadas, pode colocar em um local que pegue bastante iluminação durante o dia. Não coloque sob a luz solar direta ou muito perto das luzes pois o calor em excesso pode 'cozinhar' as sementes. Uma temperatura de 20C° a 25°C é o ideal. De vez em quando, pulverize levemente a superfície para incentivar a brotação.

 

 

 

 

 

 

 

 

Depois que as sementes germinam o invólucro de plástico deve ser removido. Coloque os vasos em um terrário com alguma circulação de ar.

 

Existem 3 requisitos para um local ideal para a suas plantas: Deve ser um lugar que bata sol; Que tenha umidade; Que não tenha muito vento. Um lugar que costuma ter estas 3 coisas em todas as casas é na parte de dentro de uma janela.

 

 

 

 

 

 

Considerações importantes:

 

ÁGUA: Manter o substrato sempre úmido. Não use água da torneira, pois o cloro e o sal são nocivos as sementes e plantas. É recomendável utilizar água de chuva, de fonte ou água descansada, para isso deixe uma quantidade de água em um reservatório com a tampa aberta durante 48 hrs, use esta água para molhar suas plantas, ou então use uma anti-cloro desses para aquário para eliminar o cloro da água, é mais rápido e simples. Água mineral não pode ser usada para as plantas carnívoras.

 

SOL: As plantas carnívoras gostam de sol. Deixe a planta tomar sol o dia todo, assim ela ficará cada vez mais forte. No começo coloque a planta gradualmente no sol até ela acostumar com o novo ambiente. Poderá também ser usada uma lâmpada de 15w para substituir o sol. É importante mencionar que elas não suportam sol muito forte, caso o sol seja muito forte use algum tipo de protetor (pode ser tela ou um plástico para reduzir a intensidade do sol).

 

COMIDA: Não dê carne ou insetos mortos com inseticidas, isso é o mesmo que envenená-las! Se quiser alimentar  as plantas, tem que ser com insetos vivos, utilize uma pinça para colocar o inseto vivo na planta ou deixe ao lado da planta uma fruta (laranja por exemplo) assim o cheiro da fruta vai atrair mosquinhas das frutas e aumentar as chances da planta se alimentar.

 

FOLHAS: Com o tempo as folhas morrem. Quando isso acontecer, recomenda-se cortá-las para evitar o aparecimento de fungos ou que a mesma se transformem em adubo, prejudicial para as plantas carnívoras.

 

PRAGAS: Pode parecer estranho mais as plantas carnívoras também podem ser atacadas por pragas como pulgões e alguns bichinhos que nascem no substrato. Estes podem ser removidos manualmente, com remédios ou deixando a planta submersa em água por 45 minutos.

 

ESTAÇÕES DO ANO: A maioria das plantas entram em período de dormência no inverno ou ficam menores. Essa dormência é normal e quando o inverno acabar, elas voltam a crescer mais bonita, mais fortes e com as armadilhas maiores.

 

ARMADILHAS: Nunca brinque com as armadilhas. No caso da Dionaea a planta poderá morrer se a sua armadilha for disparada varias vezes sem ter nada dentro. No caso das Droseras a planta também poderá morrer se as gotas pegajosas forem removidas. No caso das plantas que tem jarros, nunca coloque água dentro deles, as únicas exceções são a S. Psitaciana, S. Purpurea, Heliampora e outras plantas que precisam da água da chuva para prenderem as suas presas. Depois de um tempo as armadilhas começam a ficar com manchas escuras e morrem, isto é normal, quando acontecer, corte a folha ou armadilha escura para dar lugar as novas.

 

Mantenha um registro do que você faz e as datas. Coloque etiquetas nos vasos de plantas com nomes e datas e considere manter um diário sobre suas plantas. A maioria das espécies necessitam de 3 semanas ou mais para a germinação. Muitos podem requerer de 6 a 9 meses para germinar. Isso vai parecer uma eternidade e sem as datas para verificar, será.

 

Dica: Procure se informar e conhecer sobre as peculiaridades e exigências específicas da espécie que você está cultivando. Na internet é possível pesquisar e encontrar um vasto material sobre o cultivo de plantas carnívoras, assim como trocar experiências com outras pessoas que cultivam esta incrível espécie aqui no Brasil.

 

 

Espécie:

Estratificação:

Germinação:

Dionaea muscipula

Sim, 6 semanas / frio

1-3 meses ou mais

Drosera (todas)

Não

1-3 meses ou mais

Sarracenia (todas)

Sim, 4 semanas / frio

1-3 meses ou mais

 

Créditos e imagens: ©International Carnivorous Plant Society