O cultivo de lithops a partir de sementes é muito simples. O único atributo necessário é a paciência, pois é um processo bastante lento. Lithops podem ser semeados o ano todo, a melhor época é de janeiro a maio, sendo o mês de março o mais recomendado. A temperatura ideal para a germinação é de 25°C de dia e 15°C à noite.

 

Você vai precisar de:

  • Um vaso/recipiente com 10cm de profundidade e que tenha furos no fundo para drenagem da água

  • Um pedaço de plástico, vidro ou tampa transparente de tamanho suficiente para cobrir o vaso

  • Substrato leve e de rápida drenagem

  • Pulverizador

  • Sementes

 

Substrato:

O substrato deve ser leve e de rápida drenagem. Não deve conter particulas muito grandes e nem compactar quando estiver úmido. Existem muitas opções de substrato e você pode escolher a que mais estiver ao seu alcanse. Lithops gostam de substratos minerais e pouca matéria orgânica. Evite partículas muito finas e muito grossas para não atrapalhar o crescimento das mudinhas. A granulometria ideal do substrato é de 1-2mm.

 

OPÇÃO 1 > Mistura de 1 parte de Substrato Carolina Soil + 1 parte de Akadama ou areia para filtro de piscina.

 

OPÇÃO 2 > Mistura de 2 partes de areia para filtro de piscina + 1 parte de terra vegetal + 1 parte de perlita.

 

OPÇÃO 3 > Mistura de 1 parte de um bom substrato comercial para cactos e suculentas + 1 parte de areia (para filtro ou média de construção).

 

OPÇÃO 4 > Mistura de 3 partes de areia (para filtro ou média de construção) + 1 parte de terra + 2 partes de algum componente para deixar o solo fofo e manter um bom PH, como perlita, vermiculita, turfa, etc.

 

>>> Caso use areia de construção e/ou terra do jardim, esterilize o substarto antes de semear. Isso pode ser feito no forno, por 30min na temperatura máxima, ou no micro-ondas por 90seg para cada kg de subsbtrato. !!!!!!Deixe esfriar completamente antes de semear!!!!!

 

PASSO-A-PASSO:

 

1) Preencha o recipiente/vaso com o substrato deixando cerca de 2 cm entre o substrato e do topo do vaso. Por cima do substrato coloque uma fina camada de areia (uso areia de filtro de piscina). Regue bem o substrato até que a água comece a sair pelos furos de drenagem no fundo do recipiente e o substrato estará pronto para o plantio.

 

2) Abra o pacote de sementes com cuidado porque elas são muito pequenas. Espalhe as sementes sobre o substrato úmido, tentando deixar uma área de 1 cm de distância entre elas. Não cubra as sementes.

 

3) Cubra o recipiente com um pedaço de vidro ou plástico filme. Mantenha fechada até germinar. Para saber se tem água suficiente, deve formar gotículas de água no plástico transparente. Nesta fase, regue levemente com um borrifador todos os dias, não deixe o substrato secar. Deixe em um local bem iluminado, mas não sob o sol direto.

 

Germinação: As sementes irão germinar entre 2 e 21 dias. Quando começarem a germinar, remova algumas horas por dia a cobertura plástica para permitir a entrada de ar fresco para as mudas, ao final das 3 semanas, pode remover a cobertura plástica definitivamente. Uma fina camada de areia pode ser levemente espalhada ao redor da plantinha para dar suporte.

 

Rega: No primeiro mês após a germinação manter o substrato sempre úmido. Com o passar do tempo as mudas vão se tornando mais fortes, e as regas podem ser mais espaçadas. Depois dos 3 meses, regar de 3 em 3 dias. Após um ano, seguir a tabela de irrigação.

 

Iluminação: É importante que as mudas recebam bastante luz para que não cresçam estioladas. O ambiente ideal é um local com sol filtrado (por telha transparente, ou sombrite) nas horas mais frescas do dia. Mais luz é fornecida muito lentamente e o sol pleno durante os dias quentes é evitado no primeiro ano.

 

Desenvolvimento: Lithops levam em torno de 8 meses para começar a aparentar com o formato de 'pedra', é quando está com cerca de 5 mm de diâmetro. A floração acontecerá quando a planta tiver cerca de 3 a 5 anos, desde que haja as condições ideais.

 

Transplante: Aos 6 meses as mudas devem estar robustas o suficiente para serem transplantas. Antes de transplantar, certifique-se de que o substrato do recipiente onde a planta está esteja completamente seco. Durante o transplante, todas as raízes são cortadas, exceto um resto de 2 a 3 cm da raiz principal. Dessa forma, as plantas produzem novas raízes muito mais rapidamente e é garantido que as raízes sejam retas no novo vaso. Uma planta com uma raiz longa e dobrada morre lentamente. Coloque as plantas no solo de modo que cerca de 3 quartos da altura da planta permaneça sobre o nível do solo para permitir que a planta "respire".

 

Manutenção: Lithops precisa de muito pouca alimentação. Use fertilizante líquido (N: P: K = 8:8:8) 2 - 3 vezes por ano durante o crescimento. Costumo regar mais do que a maioria dos produtores, mas, por segurança, sugiro que não regue durante as horas mais quentes do verão e as mantenha secas no inverno.

 

O controle de pragas é realizado por um tratamento de imidaclopride por ano durante o crescimento das plantas. É isso aí. Nenhum outro produto químico é usado. Se ocorrer algum problema, as condições precisam ser melhoradas.

 

Exceto pelo processo de germinação em si, Lithops gostam de dias quentes e noites frescas. No inverno, mantenha-ós protegidos de geadas.

 

Informações e práticas culturais

 

O segredo para cultivar lithops com sucesso pode-se resumir em: dar a eles luz suficiente, boa ventilação e resistir à tentação de regá-los. É importante também aceitar que eles são muito lentos no crescimento e podem levar vários anos para atingir o tamanho adulto. Os problemas que acontecem, geralmente são devidos a uma má ventilação, regas em excesso e quando as condições meteorológicas são muito frias ou úmidas.

 

Iluminação: 4 ou 5 horas de luz do sol direta (ou filtrada levemente) durante a manhã, e sombra parcial durante a tarde. Se a planta não recebe certa quantidade de luz do sol direta por algumas horas ao dia, começam a crescer delgadas e alongadas, inclinando-se para um lado para receber mais luz. Também perdem a coloração e os lados das plantas ficam verdes. Morrerão eventualmente se uma iluminação melhor não for fornecida. Em algumas situações, é recomendável proteger as plantas um pouco da luz do sol intensa para prevenir queimaduras, especialmente nas áreas em que a luz é escassa durante a maioria do inverno. Isto porque as plantas perdem resistência a luz brilhante durante um período prolongado de tempo cobertas, e o brilho repentino de um dia claro fará com que elas se queimem, formando um tecido fino embranquecido de cicatriz que se forma na superfície da planta. Uma planta gravemente queimada pode ser danificada tão seriamente que pode morrer. Esta é a razão pela qual se deve expor as plantas à luz brilhante gradualmente, durante vários dias se estiveram sob luz fraca por certo tempo. Especialmente para plantas recém compradas.

 

Regas: Lithops tem um ciclo anual definido de crescimento. Entretanto é importante regar somente em certas etapas do ciclo, e manter o solo seco em outras etapas de seu crescimento. Não desanime se as sugestões para regas parecem muito extensas e confusas a princípio. Pois, entendendo como funciona o ciclo de crescimento, você verá que é um procedimento simples.

 

=> Verão: As Lithops ficam inativas, requerem pouco ou nada de água. Porém se um murchamento proeminente ocorre durante o verão, é seguro dar apenas água para restaurar o aspecto firme da planta. Regue ligeiramente somente 1cm do solo, para não encharcar. Nunca regue profundamente quando as plantas estão inativas.

 

=> Outono: período de crescimento e floração (se adulta), deixe o solo secar totalmente entre as regas.

 

=> Inverno: período de crescimento, os novos corpos aumentam de tamanho e as velhas folhas externas começam a murchar. Não regar! O solo deve estar seco não importa se as plantas estiverem murchas. O novo corpo se alimenta da água armazenada nas folhas velhas para continuar o crescimento, não se deve tirar essas folhas até que estejam secas, como cascas. O novo corpo continua extraindo a água e o alimento armazenados nas folhas velhas até que elas se reduzam a cascas secas. Estas cascas podem ser então tiradas facilmente da planta. No momento em que as plantas alcançarem esta etapa, é seguro começar as regas para deixar as plantas aumentarem seu crescimento.

 

=> Primavera: Comece regando ligeiramente, aumentando a quantidade de água gradualmente. Esteja certo de que o solo fique seco entre as regas. Reduza a rega quando o calor e os dias longos de verão se aproximam, permitindo que as plantas se preparem para seu período inativo.

 

Talvez seja bom lembrar que uma planta adulta saudável sobrevive facilmente por 2 anos sem nada de água em algumas regiões .... Não é o recomendado, mas mostra como as suas necessidades hídricas são mínimas.

 

Pragas: Os ácaros são as pragas que atacam as Lithops. Seu tamanho pequeno os deixa passar despercebidos, mas o dano que causam pode-se perceber como pontos pequenos de tecido fino branco na superfície da planta. Use um inseticida que seja seguro para a maioria das plantas de interior para combatê-los. Cuidado com os caracóis e camundongos, eles amam devorar lithops, por isso, mantenha-os longe.